11 dezembro 2017

Should I Stay or Should I Go?

Essa é a PRIMEIRA pergunta que se deve fazer:
 devo ir ou ficar?
O título da canção de 1982 do famoso grupo "Clash", é a frase perfeita para definir a indefinição, que toma de assalto os pensamentos de quem quer emigrar.
Existem variados motivos para se emigrar, desde a segurança, a estabilidade financeira, os estudos, a qualidade de vida, a aventura,  o amor...etc. As razões podem ser variadas, mas o pesar dos prós e dos contras, é que vai definir a ação.
Tem que se avaliar tudo o que se deixa para trás e tudo o que se vai encontrar pela frente, dá um friozinho na barriga, levanta um pouco o pelo da nuca, hum... Bom sinal, é sinal de que se está a ponderar esta importante decisão com os pés na terra.
Mas aquilo que nunca se deve de fazer é, nessa hora, pensar nos outros. Pense assim Os outros quando tomam decisões, pensam em si? Têm a sua opinião em conta? Preocupam-se consigo?
Claro que não, pois o homem é um animal social, mas também é egoísta. Desengane-se que pense o contrário, até mesmo de si próprio.
No seu país ou noutro, siga os seus sonhos, não os dos outros.
Por isso leve o tempo que necessitar, mas decida o que é melhor para si.
Será que vale a pena?
Já Fernando Pessoa dizia: "Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena".
            


Pin It
0 comentários

05 dezembro 2017

Portugal, destino do turismo


O turismo em Portugal sobe em flecha ano após ano.
São muitas as razões para que tal aconteça e iremos abordá-las nos vários post's que contamos colocar por aqui.
Comecemos então com a influência dos acontecimentos noutros países para esta explosão turística.

A insegurança é o maior factor para este desvio de fluxo para Portugal, a primavera Árabe com todos os seus conflitos, os atentados na Tunísia, em França, em Inglaterra, em Espanha, na Dinamarca, nos Estados Unidos da América, na Bélgica, na Turquia, no Egipto, na Alemanha, na Suécia e em tantos outros países, permitiram ao nosso país ser uma referência a nivel mundial, no que a segurança diz respeito.

Será que quando acabar o Estado Islâmico e a memória mais recente destes ataques vai cair no esquecimento, Portugal começará a ver declinar a sua posição como destino de eleição para férias?

Muito certamente que não, pois quem fica a conhecer Portugal, dificilmente quererá outra coisa.




Pin It
0 comentários

30 novembro 2017

Quem eu odeio!



Sou português e estou na minha terra, que tanto me orgulha.
Mas o que faz aqui esta gente toda de fora?

Têm usos e costumes estranhos, sotaques e línguas diferentes, cores de pele incomuns, têm roupas inadequadas e nem um "bom dia" dizem...

Não gosto dos seus usos e costumes, não suporto os seus sotaques e línguas, detesto as cores das suas peles incomuns, abomino as suas roupas inadequadas e repudio o facto de nem um "bom dia" dizerem...
Agora, quem eu verdadeiramente odeio?

Odeio-me a mim!



Pin It
0 comentários

28 novembro 2017

Existe Facebook no céu?

Às vezes dou comigo a divagar em pensamentos, de como seria se quem me foi tão importante nesta vida, mas já não se encontra entre nós, pudesse, a partir do céu, acompanhar cada realização minha, cada acontecimento marcante, cada conquista e cada derrota.
Uma espécie de ligação perpétua em que a benção seria dada com um joinha.

Algo que de tempos a tempos me relembrasse:
- Ricardo achámos importante lembrá-lo desta memória, com esta pessoa, deseja partilhá-la no seu feed?
Como seriam os comentários de quem tanto nos amou? A quem tanto amamos?

- Que felicidade meu neto querido pelo teu feito, eu o teu avô e a tua bisa, temos muito orgulho no homem que te tornaste."
É pena que o Facebook, o Skype, o Whatsapp, o Instagram, etc... não cheguem ao céu.

Mas, apaziguem os vossos corações e não fiquem tristes, pois não se esqueçam que tudo isso e muito mais, chega ao outro lado do atlântico.



Pin It
0 comentários